quarta-feira, 10 de junho de 2009

Qdo não se tem nada para fazer inventa-se xD

Estava um belo dia de Verão com um sol escaldante quando de repente o céu escureceu.

Três passarinhos iam a passar e levaram com raios. Escusado será dizer que ficaram esturricados.


Ora, uma velhinha muito velhinha vira o que acontecera através da janela e ficou horrorizada, por isso decidiu homenagear os passarinhos, preparando-lhes um funeral.

Estava a velhinha agachada a abrir uma cova para os passarinhos e por detrás dela aparece um homem um homem com 2 metros por 2 e com uma mascara de ski na cara.

É claro que o homem nem tinha hipótese contra a velhinha e o seu cinturão negro; principalmente quando ela tem uma mala. Aquilo foi dentes, sangue…acho que até saltou um olho. Coitado do homem tentava rastejar e nem isso conseguia.


Subitamente, uns ratos gigantes apareceram, começando a devorar as tripas do homem. Então, a velhinha pegou nos pedaços do homem e colocou-os na frigideira.

Quando os netos chegaram para almoçar a velhinha disse q tinham bovino para o almoço:
“Frito e com um arrozinho branco para acompanhar”, disse a velhinha aos netinhos.

Ok! Como é que chegamos a isto?! Vamos mas é pegar numa máquina do tempo (rosa choque) e voltar atrás. Talvez…antes dos passarinhos serem fritos, coitadinhos. Ou não…

Estava uma bela manhã de Verão, os passarinhos cantavam, a velhinha amorosa (ou não) regava os cravos e o homem da mascara de ski passeava pelo bairro para escolher a sua próxima vitima.

Ou à espera de levar mais um excerto. Hehe


Não percam o próximo episodio d”As Aventuras e Desaventuras do Homem da Mascara de Ski”…porque nós também não!!

(pessoal usem a imaginação e imaginem isto a subir como nos filmes)
Créditos:
Carina Carvalho
Daniela Freitas
Samanta Martinho

musica do generico: