quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Your eyes...

   Everytime I see your eyes
   I feel the same thing...
   I want to touch you,to feel you...
   I wish I could hold you close to me
   Touch your lips with my fingertips,
   Kiss your eyes and whisper in you ear.
   Grab your hair between my fingers
   and press your lips against mine.
   If you squeeze me against your chest,
   you could hear my heart
   My life will be your life
   and we will share our thought,our dreams...
   Everytime I see your eyes
   I feel I'm in heaven
   and I don't want to leave...

Kylie Minogue - "In Your Eyes"

Post um nadinha parvo xD

   Já alguma vez analisaram as pessoas que vão ao vosso lado no metro ou no comboio?!
   Será que aquela rapariga com ar muito certinha não se torna numa sado-maso às sextas-feiras à noite?!
   E aquele gajo giro de fato que deve trabalhar numa empresa toda xpto, quando a Lua está cheia "transforma-se" num serial killer.
   A velhota com ar de avozinha é uma autentica bruxa para a coitada da nora.
   A loira que está sentada ao pé da janela vestida como se fosse para um bar e com um ar super futil, se calhar lá no fundo a moça faz trabalho voluntario num hospital quando tem horas livres.
   É engraçado imaginar como será a vida das pessoas que vão na mesma carruagem que nós. Imaginar o que estarão elas a pensar?! Bem calhando...o mesmo que nós.

domingo, 5 de outubro de 2008

Soulmate

Hoje apeteceu-me por uma musica bué lamechas (mas linda) sobre almas gemeas.
Por isso aqui fica para todos(as) esta musiquinha da Natasha Bedingfield chamada "Soulmate", mas é dedicada principalmente aos que não tem (ainda) a sua alma gemea.

Enjoy



quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Regressar...

   É bom regressar!
   Voltar a ver aquelas paredes, aquelas cadeiras, aquelas salas. A sala do piano que nos embalou durante umas horas há uns meses atras.
   Ver aquelas caras, aqueles sorrisos, aqueles olhos...
...O voltar dos papeis...por vezes com escritos importantes, quem sabe mais tarde uteis...outras com aquelas conversas que nos fazem sorrir, abstrair um pouco.
   Regressar para o lado de quem nos faz feliz, quem nos faz sorrir.
   Ver caras novas, novas amizades,mas sem esquecer aqueles pelo qual quizemos que os dias passassem, que as ferias acabassem...